Sobre estilo e trabalho

Trabalhar com outras mulheres pode ser uma prova de fogo para qualquer senso de estilo e autoestima. Bora reverter esse jogo?

Em todo ambiente de trabalho - principalmente em escritórios - há sempre aquela pessoa super estilosa, que parece ter um guarda-roupa gigante, repleto de modelitos, sapatos e acessórios diferentes. É tanto estilo e sofisticação que você já se pegou pensando em quanto tempo ela demora para se arrumar para o trabalho: os looks parecem ter sido minuciosamente calculados.

Provavelmente essa mulher é um ser humano normal como você, que usa aquela camiseta velha nos dias de ficar em casa e já pagou mico com batom borrado nos dentes. Porém, quando chega ao trabalho ela está sempre deslumbrante e transbordando autoconfiança.

Nenhuma de nós gosta de admitir que as vezes nos sentimos intimidadas por outra mulher, ou mesmo com aquela pontinha de “inveja branca”, mas isso é algo bastante corriqueiro no ambiente de trabalho, principalmente por se tratar de um ambiente competitivo no qual damos duro para sermos levadas à sério.

Este é um péssimo hábito, mas às vezes projetamos nossas pequenas inseguranças - profissionais e pessoais - nessa fabulosa chefe ou colega de trabalho, obviamente de maneira bem injusta. O ambiente profissional não é o único lugar no qual as mulheres se sentem intimidadas por outras somente pela roupa que estão usando, mas definitivamente é o mais estressante, já que se trata de algo que vai muito além da aparência.

Ao invés de focar nessa pessoa bem-sucedida - ao menos no universo fashion - é legal nos concentrar em maneiras de também sermos vistas positivamente, para além da nossa competência profissional. Pensei em quatro pontos importantes de serem considerados:

Fonte: Pinterest  

Fonte: Pinterest  

1.Nunca é tarde para mudar seu estilo

Conviver com alguém com um estilo que você curte é importante para rever o seu próprio jeito de se vestir. Ao ver peças que caem bem na sua colega de trabalho, é possível avaliar e perceber qual tipo de roupa você gosta ou que também poderia ficar muito bem em você. E isso vale para tudo: tecidos, texturas, volumes diferentes.

Porém, muita calma nessa hora: isso não significa que você será uma cópia da outra pessoa. Certifique-se de que você está buscando inspiração, não tentando se vestir igual (até porque geralmente a cópia descarada geralmente não dá certo). Mescle peças parecidas com as que você gostou de ver na sua chefe ou parceira de trabalho com seu próprio estilo.

2. Lembre-se que seu trabalho fala por você

Há uma frase que diz “vista-se para o trabalho que você deseja, não para o trabalho que você já tem”. Provavelmente você já se deparou com alguem super bem vestido no trabalho naquele mesmo bendito dia em que estava sem pique para fazer uma boa produção. #QuemNunca. Nesse contexto, se estivéssemos levando a frase acima a sério, provalvemente estaríamos almejando uma vaga bem ruim, compatível ao nosso desleixo.

É natural rolar aquele bode de vez em quando, mas legal pensar que se vestir bem no trabalho é de bom grado, pode aumentar sua visibilidade em determinadas ocasiões e sem dúvida causa uma ótima primeira impressão.

Esse escolha, porém, deve ser equilibrada:  não esqueça que o você faz no seu trabalho é a coisa mais importante do seu emprego e você deve ser reconhecida por sua competência. Em um ambiente profissional, a aparência deveria ficar em segundo plano (a não ser que você seja uma modelo profissional :]).

3. Faça amigas, não falsas rivais

Praticamente todo mundo já passou pela experiência de trombar com uma mulher linda, que se veste maravilhosamente bem...e por isso super intimidadora. Aqui vai um segredo: a pessoa só é intimidadora nesse caso porque você se deixou intimidar. Então não seria mais legal puxar um papo para conhecê-la melhor? 

Além de tirá-la do pedestal que você criou na sua cabeça, todas as ideias pré concebidas podem cair por terra; e mais: pode ser que ambas tenham muito mais em comum do que parece. No pior dos casos, vocês podem não virar amigas, mas ao menos a barreira inicial foi quebrada e aquele "bom dia" ou "tchau" não vão soar tão forçados com antigamente. 

Fonte: NBC

Fonte: NBC

4. Perceba que você se veste melhor do que imagina

Quando nos comparamos com outras pessoas, especialmente nesse ambiente tão competitivo como é o trabalho, temos a tendência de minimizar todas as coisas positivas que fazemos - e isso inclui nosso jeito de se vestir. Cada mulher tem um senso de estilo muito único, que reflete de maneira muito particular seus gostos e anseios. Por isso, não há razão para competir nesse quesito com a colega: cada pessoa tem estilos diferentes e todos eles são bonitos.

Um dia de trabalho é desgastante o suficiente sem você focar no que a outra pessoa está vestindo. É sempre mais fácil ver os pontos positivos do estilo de alguém naqueles momentos em que sua insegurança está aflorada (principalmente na TPM), mas não se esqueça que aquele seu casaco diferente, o tom do batom que você usa que todo-mundo-adora - ou mesmo o visu cara lavada - são exclusividade sua. Esse sim é o SEU estilo - e seu mérito também.

Nathalie Bonome