como comprar moda de um jeito sustentável

dia 26 de Dezembro também é feriado no UK: hoje celebra-se o Boxing Day, um feriado originalmente religioso mas que nos últimos anos se tornou a black-friday dos brits. a maioria das lojas entram em saldos e o comércio costuma ficar SUPER cheio.

eu não sei você, mas quando vejo notícias sobre centenas pessoas fazendo fila em lojas às 4h da manhã, algumas vezes se estapeando para adquirir um produto, eu perco uns pontos na minha cota de esperança na humanidade. e também começo a repensar as minhas atitudes como consumidora; ou seja, como corroboro com isso.

ultimamente a gente tem encontrado a resposta pra isso na sustentabilidade. uma palavra carregada de significado, mas pra muita gente ainda um pouco difícil de colocar em prática, mais ainda quando falamos de moda.

um dos principais motivos é: muitas marcas com proposta sustentável, comprometidas com o meio ambiente e com a produção e mão-de-obra ética, praticam preços acima do que a maioria dos mortais pode pagar.

na minha opinião, a maioria dessas peças valem cada centavo. já parou pra pensar em todo o custo que envolve a produção de roupas de boa qualidade, design interessante, materiais de origem certificada e mão de obra sendo paga justamente?

toda vez que encontro uma peça de roupa sendo vendida por £5, penso “tem algo errado aí”. e tem mesmo, gente: assistam o documentário The True Cost se estiver a fim de saber como a indústria fashion funciona.

porém, quando falamos em sustentabilidade muitas pessoas  acreditam na ideia de que isso significa, no consumo de moda, comprar peças de marcas declaradamente sustentáveis - que são - em sua maioria - mais caras do que costumamos encontram nas nossas lojas favoritas.

isso não seria um problema se seu bolso permitir investir em roupas e acessórios mais caros; mas o que fazer quando não dá?

veja bem, sustentabilidade também significa comprar menos, de modo mais inteligente, e usar as peças que já tem por mais tempo, ao mesmo tempo em que cuida delas com carinho.

é okay comprar um vestido na C&A por R$100 porque não rola pagar mais que o dobro em uma marca sustentável, não se sinta culpada. mas esteja certa de que a compra é estratégica e inteligente:

  • é um item que combina com o que você já tem?

  • é algo de boa qualidade que vai durar alguns anos?

  • é uma peça versátil e atemporal?

por fim, sustentabilidade também tem a ver com reciclagem: ao doar roupas em boas condições, vendê-las em brechós online, ou mesmo adquirir peças pré-usadas você também está colaborando com um consumo mais consciente.

pronto, agora não tem mais motivo pra não comprar moda de um jeito sustentável.

alguém discorda?

guia de compras londres
Nathalie BonomeComment